26 de outubro de 2009

Minha vontade

Minha vontade tem nome.
Nome e sobrenome.
Minha vontade tem os olhos mais castanhos que eu conheço. E as idéias mais loucas.
Tem um sorriso esperto, de quem sabe da vida... Uma vontade engraçada. Minha vontade me dá vontade de rir sem parar (por mais redundante que isso possa parecer).

Minha vontade tem todas as impossibilidades que podem existir. Minha vontade carrega consigo todos os não, todos os nunca, todos os talvez, todos os ais, os quase e os senão.

Minha vontade é louca desvairada.
Tem hora que fala mansinho... Tem hora que grita pro mundo. Minha vontade é no mínimo inconstante. E me faz bem nunca ser a mesma coisa.

Vontade de louco é assim mesmo.
Sai louca também.

Minha vontade gosta de me tirar o sono. Minha vontade gosta de se mostrar todos os dias. De me lembrar onde ela está. E de como não está. Minha vontade é uma miragem de deserto a me torturar.

Minha vontade nem é minha. Nem vai ser.
Mas se a gente não vive de vontade, de que é que a gente vai viver???

Um comentário:

Dani Firmo disse...

me identifiquei demais com isso... minha vontade tbm tem nome e sobrenome rsrs